Centros de Requerimento de Visto do Canadá (CASV) no Brasil terão novos endereços e nova administração em outubro

A partir do próximo mês, o governo canadense vai mudar a empresa que administra os Centros de Requerimento de Visto do Canadá (VAC) no Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo. Com a mudança os postos terão novos endereços de atendimento e haverá a substituição de parte dos funcionários, mas não deve haver grandes alterações no processo de solicitação e emissão dos vistos canadenses.

A mudança está sendo informada por meio de uma mensagem no site do VAC. O texto, contudo, afirma que os centros serão fechados permanentemente a partir de outubro. Consultada pelo Melhores Destinos, no entanto, a Embaixada Canadense esclareceu que haverá apenas a mudança da empresa terceirizada que administra os centros.

De acordo com a embaixada, os novos postos de atendimento serão localizados em regiões próximas aos atuais, em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, a fim de facilitar o acesso dos solicitantes ao visto canandense. Os endereços, contudo, ainda não estão definidos e serão divulgados em breve.

A substituição da empresa também não deverá trazer mudanças no processo de solicitação do visto, que continuará a ser feito via VAC ou online – veja aqui como solicitar o visto canadense passo a passo.

Questionado pelo Melhores Destinos sobre os recentes atrasos na emissão e entrega de vistos, o Consulado Canadense informou que os problemas foram pontuais, relacionados a problemas como sistemas de informática já solucionados.

Confira o aviso no site do VAC

“O VAC fechará permanentemente nas seguintes datas : Rio de Janeiro: 1º Outubro, 2013 – Brasilia: 2 de Outubro, 2013 – Sao Paul: (SIC) 3 de Outubro, 2013, às 14hs. Depois deste dia, os requerentes deverão entrar em contato com o Consulado do Canadá em São Paulo ou Cidadania e Imigração do Canadá www.cic.gc.ca para obter informações.

Após o fechamento dos VACs, os passaportes remanescentes serão devolvidos pelo Consulado através de carta registrada para o endereço indicado no formulário de solicitação de visto.”

 

* Matéria retirada do site MelhoresDestinos.com.br

Mas você foi praí estudar mesmo!?

Depois de receber dezenas de mensagens de amigos e recalcados colegas brincando sobre se vim de fato para o Canada estudar, resolvi fazer esse post, falando um pouco sobre o que é a experiência de um intercâmbio por completo.

É engraçado que as pessoas realmente pensam que você vem para cá e passa a maior parte do seu tempo ou enfiado na escola ou no seu quarto estudando. E isso passa longe de ser verdade, pelo no meu caso. Sim, eu estudo entre 08:30 e 16:30 todos os dias da semana, e ainda tenho provas todas as sextas-feiras. E para você que acha pouco, pense nas suas 2 horinhas semanais de cursinho aí no Brasil. Se meus planos fossem só cursinho e casa, nem me dava ao trabalho de sair do Brasil. Intercâmbio é muito mais que isso!

Aproveitando cada momento intensamente sim, e obrigada! 😉

Aqui você precisa “sair da caixinha e se adaptar à novas culturas, comidas, idiomas, leis, etc. As primeiras semanas aqui, não foram fáceis, mas aos poucos fui me adaptando à rotina. A verdade é que aqui estou aprendendo a viver sozinha, em uma cultura totalmente diferente, explorando ao máximo essa oportunidade que estou tendo, e claro, aproveitando para conhecer novos lugares e pessoas. Acredito que não exista nada que expanda mais a mente, do que viajar e conhecer outras realidades. De todas as experiências vividas aqui nesse pouco tempo, a mais valiosa é aprender a ver o mundo dos olhos deles. Aprendi a respeitar mais as pessoas, a ser mais educada, a ajudar mais. Fiz amigos inesquecíveis e bati papo com gente especial que nunca mais voltei a ver. E assim a vida segue aqui…

See You! 😉

Festivais e atividades de verão em Halifax

Olá galera! Depois de um tempo sem postar aqui, estou de volta. O verão aqui em Halifax está bacana, cheio de atividades, e tomando bastante meu tempo livre. Além das atividades eu tive um contratempo aqui com meu antigo homestay e resolvi trocar de família. Domingo foi minha mudança e minha nova família aqui é fantástica! Na casa ainda moram mais duas estudante da Korea, ou seja, inglês full time.

Mas voltando às atividades aqui de Verão, na minha primeira semana aqui (início de julho), rolou o Halifax JAZZ Festival. Uma semana com música boa e de qualidade em diversos pontos da cidade. Postei um vídeo no canal do Facebook, e para quem não viu, clica aqui e confere. Também na semana retrasada teve a Gay Parade, que reuniu população e turistas para assistir ao desfile que contou com a presença da polícia, bombeiros, governantes, bancos e outras empresas públicas e privadas. Um show de respeito e civilidade.

Já esse último final de semana aconteceu o Halifax International Busker Festival e o Natal Day. O Busker Festival acontece aqui todo mês de agosto (esse ano de 31 de julho à 5 de agosto) e encheu a orla do centro (WaterFront) dos principais artistas performáticos de rua do mundo, onde esses mostravam seus talentos e habilidades; como acrobacias, música, artes visuais, show’s de comédia e com fogo, etc. Um verdadeiro “teatro de rua”, que reuniu milhares de pessoas todos esses dias aqui na cidade. Confere aqui alguns clicks que fiz do Busker Festival:

Já o Natal Day, é o feriado de aniversário da Cidade de Halifax-Dartmouth, que esse ano completou 118 anos e também ofereceu diversas atividades, como, concertos de música, fogos de articífico e Parada Cívica. Como foi na segunda-feira, o long-weekend ofereceu além das atividades, uns momentos a mais de descanso da escola e estudos. rs Confere abaixo o vídeo que fiz com alguns momentos das duas atividades que agitaram o final de semana por aqui:

Bom, por hoje é isso! Como minha “segunda” é hoje, boa semana pra vocês! 😉 See You!

Partida e chegada…

Bom galera, tô a algumas semanas sem postar, mas é porque estava sem computador aqui no Canadá. Mas essa semana comprei meu novo macbook e agora estou voltando com tudo! Como estou devendo, vim deixar o meu relato da longa viagem Rio x Washington x Halifax.

No dia 06/07 saí do Rio de Janeiro num vôo da United Airlines com escala em São Paulo e destino final Washington (USA), e de lá tomaria um segundo vôo para a cidade de Halifax, aqui no Canadá. Admito que tive muito receio quando fiz a compra das passagens com a empresa, pois havia ouvido péssimos relatos de outros passageiros, mas não tinha muita escolha, já que as mesmas datas na Air Canada estavam saindo pelo dobro do preço.  A primeira impressão da empresa foi boa já no momento do checkin quando encontrei funcionários simpáticos e atenciosos.Fiz meu checkin e ainda passei uns minutos conversando com o atendente sobre uma viagem que fiz ao Peru a dois meses atrás e que ele também havia acabado de fazer. Como não havia muitas filas e o checkin foi rápido, não houve problemas. Chegou o momento de me despedir dos meus pais e embarquei. O avião foi o Boeing 777-300 e me surpreendeu as várias opções de filmes, seriados e jogos e me divertiram durante o vôo. Do Rio para São Paulo não tive ninguém do meu lado. Estava na classe econômica e quase nenhum brasileiro no vôo. Já em São Paulo, embarcaram muitos outros passageiros e duas criaturas mulheres se sentaram do meu lado. A primeira coisa que ouvi foi “Vai xingar ai não que é brasileira hein!”. E daí você já pode imaginar como foi a viagem né?! rsrsrs

Cheguei nos EUA por volta de 6:30 da manhã de lá e fui correndo para a imigração porque só tinha 1h30min para fazer a imigração, alfândega e checkin pra Halifax. Salvo engano. Meu vôo para Halifax atrasou 3 horas porque o teco-teco avião apresentou problemas mecânicos! Mas voltando a Imigração porque aí vem história… O bobão oficial da imigração dos EUA viu meu visto, perguntou se eu era do Brasil, disse que sim, morava no Rio, bla bla bla… e pasmem… me fez sambar! Sim, sambar e ainda chamou outros pra ver! Hahahaha… Depois dessa cena, mais filas, agora para passar pela alfândega e raio-x. Daí vem uma nova história. Alguns sabem que a um ano atrás fiz uma cirurgia no rosto e agora sou a mulher titânio tenho 10 placas e 44 parafusos no rosto. Na fila, estavam selecionando as pessoas para passar pelo raio-x simples e outro que era uma cabine, onde você levanta as mãos, abre as pernas e ele te escaneia 360. E o que me esperava? A cabine, lógico! O medo do pi pi pi foi tenso, mas quando saí aliviada dali outro oficial me esperava. Acharam minha mochila suspeita e resolveram abrir tudo. O que tinha de coisa na mochila, vocês não fazem idéia. Doces, fones de ouvido e eletrônicos, absorvente, e o presente da família: kit caipirinha! Quando abriu tudo e constatou que não havia nada de mais na mochila, me liberou, mas todos na fila já me olhavam apavorados. E lá fui eu guardar tudo e procurar o portão de embarque pro meu vôo para Halifax. Cheguei e descobri que meu vôo havia sido alterado e remarcado para 30 minutos depois. E depois, de 15 em 15 minutos adiavam. Acessei a internet pelo iPhone e liguei pelo facetime para minha amiga Karina no Brasil, para que ela ligasse para o motorista que ia me buscar no Canadá e avisasse do meu atraso. Perdi as contas de quantos e-mails recebi da United alertando do novo horário do meu vôo. E depois de 3h de espera e nem uma água ou explicação plausível, embarcamos. O cata-corno avião era minúsculo e tinhas umas comissárias de bordo meio suspeitas, e dali partimos para mais 2h30min de viagem.

Cheguei no aeroporto de Halifax que era lindinho demais. Pena que fiquei com medo e não tirei fotos na área anterior à imigração que possuía cascatas e um aviãozinho pendurado. Procurei imagens aqui no google para mostrar a vocês, mas não consegui. Passei pela imigração que não levou mais de 5 minutos. Encontrei aqui oficiais de imigração atenciosas e simpáticas que me atenderam super bem. Sem queixas, pelo menos chegando pelo aeroporto de Halifax que foi meu caso. Saí da área de trânsito internacional depois de pegar as bagagens eu segui pra “limousine” (serviço de transfer) que me esperava para me levar ao meu homestay aqui.

Esse é o meu relato da viagem de vinda, volto aqui essa semana com outros assuntos e coisas bacanas pra vocês conheceram um pouquinho de Halifax, prometo!

Beijos para todos e ótima semana!

Visto americano

Gente, desculpe a demora em postar aqui pelo blog. Estou com os dias meio corridos e muita coisa pra acertar até a viagem, que agora entrou na reta final.

Na semana passada consegui o temido Visto Americano. Para quem não sabe, para solicitar um visto é necessário programar dois agendamentos – um no Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV) e outro no Consulado/Embaixada. Fiz a entrevista no Consulado do Rio e hoje estou indo buscar meu passaporte no CASV no Humaitá. O processo foi bem simples, prenchi (mentira, foi o Pessôa da 2BeStudy que preencheu! rs) o formulário DS-160 no site do consulado e fiz os agendamentos online.

Segue aqui um passo-a-passo que retirei do site do Consulado Americano, para quem quer iniciar o processo:

Passo 1: Preencha o formulário online DS-160

Passo 2: Acesse o site de agendamento: http://brazil.usvisa-info.com ou ligue para qualquer um dos telefones locais.

  1. Registre-se online informando o código de confirmação de seu DS-160.
  2. Leia a página isenção de entrevista e renovação de vistos para verificar se a entrevista com o oficial consular é necessária em seu caso.
  3. Efetue o pagamento da taxa de solicitação de visto (MRV) que poderá ser paga com cartão de crédito pelo site de agendamento de entrevista ou por telefone. O solicitante também poderá optar por pagar por boleto bancário em qualquer banco da rede do boleto, devendo imprimir o boleto do site de atendimento.
  4. Agende sua visita ao CASV e, se necessário, sua entrevista no Consulado/Embaixada. É possível agendar online, por telefone local ou por Skype.

Passo 3: Na data agendada, compareça ao CASV onde serão colhidas as suas impressões digitais e foto. Os solicitantes deverão apresentar, seu passporte válido, seus passaportes anteriores com os vistos antigos e a página de confirmação do formulário DS-160. Os solicitantes com 66 anos ou mais, e os solicitantes com 15 anos ou menos,  não precisam ir ao CASV para tirar suas impressões digitais. Estes, devem realizar um agendamento no CASV somente para a entrega da documentação, juntamente com uma foto 5×7 (fundo branco), tirada nos últimos seis meses. Clique aqui para maiores informações sobre as normas do Departamento de Estado de fotos.

Passo 4: Na data agendada, compareça ao Consulado/Embaixada. Os solicitantes deverão apresentar:

Passo 5: Caso seu visto seja aprovado, estará emitido dentro de 10 dias úteis após sua entevista a menos que um processamento administrativo seja necessário. Recomendamos que os solicitantes não façam nenhuma reserva de viagem antes de receber o passaporte com o visto.

Para solicitar um visto é necessário programar dois agendamentos – um no Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV) e outro no Consulado/Embaixada – de acordo com os passos abaixo.

 

Bom, hoje estou indo fazer meu pré-embarque na Agência 2BeStudy Rio e devo voltar com algumas novidades, como a família que irá me receber no homestay, etc. Depois faço um post comentando tudo.

Um beijo e até a próxima… na contagem, 8 dias!

 

Fonte: http://portuguese.brazil.usembassy.gov/pt/solicitar.html

Como tirar seu visto canadense

Eu andei meio sumida, por não ter muitas novidades. Mas essa semana recebi meu passaporte com o visto canadense e resolvi fazer esse post com o caminho das pedras, para quem também quer tirar o seu. No mês de abril, logo após fechar com a 2BeStudy meu programa de intercâmbio pro Canadá, dei entrada no meu processo de aplicação, que acabou sendo feito através do setor de vistos da empresa – e via VAC. Eu achei interessante, pois como foi a primeira experiência do tipo, recebi todo apoio e atenção por parte da Ana (responsável pelo setor de vistos e uma querida!) que me auxiliou durante o processo. Mas se engana quem acha que é preciso um despachante para requisitar o visto. No caso do Canadá, recentemente foi criado o VAC (Visa Application Center) que auxilia as pessoas, que agora podem fazer tudo por conta própria.

A documentação necessária para anexar ao pedido, varia de acordo com o visto escolhido. O mais comum é o visto para turistas (Visto de Residente Temporário), e como foi o que escolhi é dele que explicarei nesse post.

Como tirar o visto canadense?

Como eu disse alí em cima, o consulado tem um serviço chamado VAC (Visa Application Center) que auxilia as pessoas que querem tirar o visto canadense. O site é bem completo e tem todas as informações necessárias para o processo de requerimento do visto. Se não conseguir tirar suas dúvidas por ali, você pode ligar diretamente para eles.

O interessante é ler e reler as informações do site antes de começar o processo de pedido do visto. Clicando no link Documentos / Formulários / Checklist do lado esquerdo do site do Vac, você será levado à página com as informações sobre os documentos necessários para cada tipo de visto. Escolha “Visto de Residente Temporário”.

OBS.: Vale ressaltar que o visto de estudante só é necessário para programas de estudo superior a 24 semanas. Como o meu programa é de 24 semanas e eu quis embarcar o quanto antes para o Canadá, acabei optando pelo “Visto de Residente Temporário”. O visto de estudo leva pelo menos o dobro do tempo aplicando e há a necessidade de exames médicos, etc.

A melhor parte de se tirar o visto canadense é que você não precisa enfrentar a tão temida entrevista como no visto americano. Porém, a burocracia é alta e há diversos formulários a serem preenchidos e documentos a serem encaminhados.

VAC (Visa Application Center)

O VAC é o centro de requisição de vistos do Canadá, uma espécie de despachante. Eles que conferem seus documentos e encaminham seu pedido ao Consulado. Porém, usar o VAC para aplicação do visto, não garante que o mesmo seja aprovado, já que eles apenas garantem que se encaminhe a documentação correta e é o setor de imigração que analisa os pedidos.

A taxa de serviços do VAC é de: R$ 70,00 e deve ser paga em qualquer agência HSBC. Eles possuem escritório em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, mas você pode enviar os documentos por correio caso não queira ou não possa ir pessoalmente.

Tipos de Visto

  • Entrada única

Esse visto permite que o viajante entre no Canadá apenas uma vez, mas existe uma exceção a essa regra, que é com os EUA. Viajantes com visto de entrada única podem ir para os EUA e voltar ao Canadá quantas vezes quiserem, desde que o visto esteja dentro do prazo de validade e que o viajante não visite outro país além dos EUA.

▪    Múltiplas entradas

Esse visto permite que o viajante entre e saia do Canadá para qualquer país enquanto o visto estiver válido.

Documentação necessária para o visto canadense

A primeira coisa a se fazer é imprimir o checklist correspondente ao seu tipo de pedido. Para o visto de turistas como o meu o link é este aqui: Checklist de Documentos – Turistas

Abaixo está a lista de documentos necessários para a aplicação, mas lembre-se sempre de conferir no site do VAC, pois podem mudar sem aviso prévio.

  •     Formulários preenchidos e assinados (Formulário Visto Turismo, Info Adicionais, Instrução de Preenchimento, Autorização para Representante, Family Information e Termo de Consentimento);
  •             Formulários preenchidos e assinados (05) no total
  •             Duas fotos recentes 3 x 5.
  •             Cópias do Imposto de Renda e recibo de entrega.
  •             Cópias dos três últimos hollerits ou pró-labores.
  •             Extrato bancário ou aplicação financeira.
  •             Carta da empresa onde trabalha, comprovando que estará de férias enquanto estiver no Canadá.
  •             Estudante cópia de comprovante escolar.
  •             Em caso de menor desacompanhado, autorização de viagem assinada pelos pais, com reconhecimento de firma em      cartório.
  •             Passaporte com validade mínima de 06 meses e, caso haja, passaporte anterior que comprove viagens ao exterior.
  •             Carta Custeio (no caso de outra pessoa estar pagando a viagem em questão).
  •             Em caso de visitas a parentes ou amigos, será necessário apresentar uma Carta Convite.
  •             No caso dos Estudantes, Carta de Aceitação fornecida pela escola.
  •             Cópia do RG de cada um dos integrantes.
  •             Taxas:

OBs.: Se alguém for pagar sua viagem (no meu caso, meu pai), os documentos necessários que comprovam recursos para se manter no país devem ser da pessoa que esta bancando sua viagem. No meu processo adicionei a carta de custeio assinada pelo meu pai e reconhecimento de firma em cartório. Quem quiser o modelo me peca que envio por e-mail.

 

Bom, por hora é isso, se você tiver alguma dúvida sobre o processo, e só me perguntar que tentarei responder e ajudar! 😀

Visita 2BeStudy e despedida da Luana

Olá! Não podia deixar de comentar e postar aqui as fotos da visita que fiz na semana passada à agência 2BeStudy Ipanema. Fui com a Karina (que também viaja pra Halifax em agosto), levar a a documentação pra aplicação do visto canadense dela, e porque era a despedida da Lu (consultora e grande responsável por meu processo!) que está se desligando da agência. A Luana tá indo pra Alemanha in love. Boa viagem e boas vibes, Lu! Nos vemos aí pelo mundo! 😀

Na foto: Carolina, Mary, Karina, Luana, eu, Vera e Pessoa.

Eu e a Luana

Eu e a queridona da Verinha

Eu, Pessoa e Karina

Eu, Luana e Karina

Essa semana saiu o resultado do meu visto canadense (APROVADO!!), amanhã to indo buscar meu passaporte lá na agência e depois faço um post falando de todo processo do visto! 😉

Beijos até a próxima